Esta versão (2016/07/22 15:48) é um Rascunho.
Approvals: 0/1

Bem vind@ ao BrasiliaMinha!

Você descobriu alguma curiosidade sobre a praça da sua quadra? Fez uma pesquisa para um trabalho da escola? Escreveu o perfil de alguém na faculdade de Jornalismo? Trabalhou em alguma empresa que já fechou? Compartilhe aqui!!

Brasília e suas cidades satélites ainda são jovens. O objetivo do BrasiliaMinha é registrar as histórias da cidade antes que o tempo as leve embora. E essas histórias são suas: você, seus pais, seus amigos, seus ex-chefes… Já pensou a importância de cada pessoa e cada lugar na vida de todos nós?

É por isso que o BrasiliaMinha é um wiki: para que você possa ajudar a lembrar, recuperar e contar as pequenas histórias que fazem a história de nós, brasilienses. Homenageie um parente! Prestigie seus amigos! Escreva sobre o que você fez, lembra ou sabe sobre cada grande ou pequena coisa que faz Brasília ser o que é hoje!

A história está nas pequenas histórias. Está à nossa volta. Conte a sua!

Mudanças recentes

Artigo da vez

Grande Prêmio Presidente Médici de F-1

Durante o governo militar de Emílio Garrastazu Médici, a inauguração de um autódromo dentro do então chamado Centro Desportivo Presidente Médici tinha que ter uma corrida batizada oficialmente de Grande Prêmio Presidente Médici. Sem maiores discussões sobre a egolatria e a puxação de saco em questão, o importante é que, com esse nome, foi realizada a primeira e única corrida de Fórmula 1 do Autódromo de Brasília, no dia 3 de fevereiro de 1974.

Assim como o GP do Brasil em 1972, em Interlagos, o GP de Brasília não contou pontos para o campeonato mundial de F-1, algo que ainda era comum na época – o GP seguinte da categoria mundial foi a “Corrida dos Campeões”, no circuito inglês de Brands Hatch, que também não era parte do campeonato.

Doze carros participaram da prova e, apesar de uma falta de combustível na última volta, a vitória ficou com Emerson Fittipaldi, que também fez a melhor volta da corrida, em 1m51s62, numa média de 176,6km/h.

Além de Emerson, a corrida teve outros dois brasileiros bem conhecidos do público local, por já terem sido vencedores dos Mil Quilômetros de Brasília: Wilson Fittipaldi Júnior, irmão de Emerson, que pegou emprestado na Brabham o carro do piloto titular RIchard Robarts, e José Carlos Pace, piloto da equipe Surtees em seu segundo ano na F-1.

→ Leia mais...