Autódromo de Brasília

O Autódromo de Brasília, batizado de Autódromo Internacional Nelson Piquet após o tricampeonato mundial de Fórmula 1 do piloto carioca-brasiliense em 1987, localiza-se na Asa Norte em uma região bastante central em Brasília, o que lhe tem sido uma posição muito ameaçadora diante do avanço voraz do mercado imobiliário. Foi inaugurado em 3 de fevereiro de 1974, com uma corrida extracampeonato da Fórmula 1. Depois da demolição do Autódromo de Jacarepaguá no Rio de Janeiro para as obras das Olimpíadas de 2016, o Autódromo de Brasília resta como o único autódromo brasileiro, além de Interlagos em São Paulo, que já recebeu uma corrida da principal categoria do automobilismo mundial.

A pista foi construída rapidamente, no embalo da primeira conquista brasileira de um título mundial de F-1, em 1972, por Emerson Fittipaldi. O projeto e a obra ficaram sob a responsabilidade do engenheiro Samuel Dias, que era o chefe da Divisão de Estudos e Projetos do DER-DF.

Quando da realização do GP de Brasília, Emerson declarou à revista Quatro Rodas que o autódromo era “um dos mais seguros do mundo”. Havia 30 boxes, dois heliportos, passarelas em forma de arco por cima da pista que ligavam a área de arquibancadas à região dos boxes, um placar eletrônico e 14 postos de sinalização.

Depois de sua inauguração, o autódromo passou a ser utilizado como a nova sede dos Mil Quilômetros de Brasília, corrida suspensa desde 1970, ano da última edição no Circuito de Brasília, devido a uma proibição a corridas de rua na capital.

Características

Até 2015, ano em que foi interditado para uma longa reforma, o autódromo manteve o mesmo traçado que tinha em sua inauguração, com poucas alterações nas áreas de escape, largura de 14 metros e a mesma extensão de 5.475m – o mais longo do país, desde quando a pista de Interlagos foi reduzida em 1990. A reta principal tem 750 metros, logo após a reta dos boxes, e o traçado misto tem 12 curvas (que algumas pessoas contam como sete).

Há uma pequena reta que corta do traçado as curvas internas e interliga as principais retas do circuito para formar um anel externo, com 2.919m, quatro curvas para a direita e uma para a esquerda.

Discussão

Insira seu comentário:
G P P᠎ E᠎ D